Zeiss Ikon Camera

Zeiss Ikon Camera

Distagon T* 2,8/15 ZM

2,8/15

Distagon T* 4/18 ZM

4/18

Biogon T* 2,8/21 ZM

2,8/21

C Biogon T* 4,5/21 ZM

4,5/21

Biogon T* 2,8/25 ZM

2,8/25

Biogon T* 2,8/28 ZM

2,8/28

Biogon T* 2/35 ZM

2/35

C Biogon T* 2,8/35 ZM

2,8/35

C Sonnar T* 1,5/50 ZM

1,5/50

Planar T* 2/50 ZM

2/50

Tele-Tessar T* 4/85 ZM

4/85

Find a Dealer for Camera Lenses

Download

Registo do Produto

Eventos

P&I Photo & Imaging

17/04/2014 - 20/04/2014
South Korea, Seoul

Hausmesse Wolf Photo Media

03/05/2014 - 03/05/2014
Germany, Fürth

Photo World Dubai

06/05/2014 - 08/05/2014
United Arab Emirates, Dubai

ler tudo

Questões

C Biogon T* 4,5/21 ZM

Veja mais. Onde quer que vá.

A letra C no nome da objectiva C Biogon T* 4,5/21 ZM significa tanto "compacta" como "clássica", referindo-se a última ao lendário design da Zeiss de 1952. Mais pequena e leve do que a Biogon T* 2,8/21 ZM, é ideal para viajar e para fotografar discretamente em locais públicos. A objectiva está acoplada ao telémetro para uma focalização mais fácil e poderá usar-se o visor opcional de 21 mm para uma composição de imagem mais precisa. A C Biogon T* 4,5/21 ZM é a objectiva ideal várias aplicações com grande abertura angular como fotografia em viagem, fotografia arquitectónica, paisagística e de interiores.

Especificações Técnicas:

Distância focal
21 mm
Variação de abertura
f/4.5 – f/22
Variação da focalização
0.5 m – ∞
Nº. de elementos/grupos
8 / 6
Variação de imagem a curta distância
1 : 20
Cobertura a curta distância
48 x 72 cm
Campo angular, diag./horiz./vert.
90°/80°/58°
Filtro
M 46 x 0.75
Dimensões (com tampas)
ø 53 mm, comprimento 56 mm
Peso
210 g

C Biogon T* 4,5/21 ZM

Características

Óptica virtualmente livre de distorções

Perspectivas dramáticas e uma vista a partir de ângulos extraordinários – as objectivas SLR da Carl Zeiss abrem novas possibilidades de composição. A distorção iria atrapalhar a composição uma vez que as linhas direitas, cuja imagem não passa pelo centro da imagem, seriam reproduzidas com uma forma curvada. Este aborrecedor efeito é largamente compensado por meio de designs ópticos elaborados em todos os comprimentos de focalização.

Focalização precisa e suave

A focalização manual de uma objectiva equivale ao controlo do resultado da imagem com as suas pontas dos dedos. Um bom design ergonómico faz toda a diferença. O anel de focalização amigo do utilizador nas objectivas da ZEISS, com um descanso ergonómico para o seu dedo é perfeito para uma focalização rápida e precisa, As alterações são imediatamente visíveis no visor. O mecanismo de focalização de alta qualidade move-se de forma suave e sem folgas, suportando portanto também uma interacção intuitiva com o plano de focalização.

Design robusto

Os elementos de montagem e de controlo de todas as objectivas ZM são feitos em metal e concebidos para décadas de utilização intensiva. O trabalho artístico de alta qualidade das peças totalmente metálicas, o foco metálico e a anel de abertura fáceis de segurar e a robusta baioneta frontal e as roscas do filtro garantem uma experiência fotográfica extraordinária.

Excelente qualidade de imagem

A gama de objectivas T* da Carl Zeiss garante-lhe os mais altos padrões possíveis ao nível de desempenho, confiabilidade e, claro está, qualidade de imagem. De uma formas muito simples, são superiores de todas as formas. Pode contar com um controlo mais avançado dos clarões, para imagens mais nítidas e brilhantes. Com uma distorção geométrica virtualmente inexistente, garantindo uma exactidão precisa aquando da reprodução de formas – especialmente útil para a fotografia de produtos e arquitecturas.

Revestimento anti-reflectiva T* da Carl Zeiss

Todas as superfícies das lentes das objectivas ZEISS encontram-se equipadas com o revestimento anti reflexo T* e um design óptico, que garante excelentes imagens mesmo em condições de luminosidade desfavoráveis. Como tal, aplicamos um revestimento enti-reflexo na superfície das lentes através da vaporização de camadas muito finas e transparentes. Neste processo são vaporizadas substâncias especiais, umas após as outras, usando vácuo de alta capacidade, que seguidamente se traduzem na superfície do vidro como camadas com espessuras controladas com precisão, resultando na redução desejada dos reflexos. As primeiras técnicas de revestimento foram aplicadas por Carl Zeiss já nos anos 30.

C Biogon T* 4,5/21 ZM

Pictures on Flickr

C Biogon T* 4,5/21 ZM

Críticas e Prémios (Apenas disponível em inglês)

Críticas

diglloyd.com
"The Zeiss ZM 21mm f/4.5 C-Biogon is a relatively inexpensive, but strong performer in my brief field shooting..."
read more...